ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS

avatar-blog-3

 

Atenção alunos do Curso de Letras matriculados na disciplina ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTIFICO-CULTURAIS

  A comissão de avaliação da disciplina é composta pelos professores: Liduína e Társio e pelo aluno Eudo(representante do CA de Letras).

Procure, na secretaria – sala das coordenações, o roteiro para elaboração do “portfólio” que deverá ser entregue à comissão até 30 de março de 2009.

PREPARANDO O PORTFOLIO

1.     Separe uma pasta e/ou envelope para colocar as cópias e uma outra para os documentos originais (estes serão conferidos pela secretaria e/ou comissão e devolvidos ao aluno)

2.    Atente para a fonte e tamanho da letra (informações digitadas em times new roman ou arial, tamanho 12)

3.    Coloque, do lado de fora da pasta/envelope, seu nome completo e habilitação cursada.

4.    Cuide da apresentação dos documentos e siga uma ordem/roteiro (sugestão com secretaria)

5.    Faça uma ficha de apresentação, contendo dados do aluno- incluindo endereço eletrônico e telefone de contato

6.   Faça um sumário dos documentos que serão apresentados.

7.    Caso se faça necessário, apresente, em breves linhas, qual a relevância do evento catalogado.

8.   Todas as informações devem ser comprovadas com certificados, declarações e certidões.

9.   Se forem publicações, cópias dos veículos em que saíram (ex. Jornal de Letras, anexe a edição com destaque para a página em que houve publicação)

10.                     Não apresente detalhes desnecessários ou enfeites para o trabalho que não pertencem ao suporte.

 

Anúncios
Published in: on março 11, 2009 at 6:08 pm  Deixe um comentário  

MONOGRAFIAS DOS CURSOS DE LETRAS

avatar-blog

A partir de agora, estaremos disponibilizando no blog um acervo de monografias, tanto de graduação quanto de especialização, produzidas pelos alunos dos cursos de Letras/Inglês e Letras/Português da FAFIDAM.

Basta dar uma olhada na página ao lado, MONOGRAFIAS DO CURSO DE LETRAS, ou você pode clicar direto aqui.

Published in: on fevereiro 11, 2009 at 6:04 pm  Deixe um comentário  

Green Day – Working class hero

Working Class Hero

Composição: John Lennon

As soon as you’re born they make you feel small
By giving you no time instead of it all
Till the pain is so big you feel nothing at all
A working class hero is something to be
A working class hero is something to be
They hurt you at home and they hit you at school
They hate you if you’re clever and they despise a fool
Till you’re so fucking crazy you can’t follow their rules
A working class hero is something to be
A working class hero is something to be

When they’ve tortured and scared you for twenty odd years
Then they expect you to pick a career
When you can’t really function you’re so full of fear
A working class hero is something to be
A working class hero is something to be

Keep you doped with religion and sex and TV
And you think you’re so clever and classless and free
But you’re still fucking peasants as far as I can see
A working class hero is something to be
A working class hero is something to be

There’s room at the top they are telling you still
But first you must learn how to smile as you kill
If you want to be like the folks on the hill
A working class hero is something to be
A working class hero is something to be

If you want to be a hero well just follow me
If you want to be a hero well just follow me

……………………………………………………………..

Published in: on outubro 14, 2008 at 2:18 pm  Deixe um comentário  

REFORMA ORTOGRÁFICA

MEU DEUS! E AGORA? O QUE MUDA?

 

Segue abaixo um breve resumo das informações retiradas do Manual da nova ortografia da revista Nova Escola, publicado em agosto de 2008.

 

Creio que você já deve estar sabendo que, no dia 29 de setembro de 2008, o presidente Lula assinou o decreto de implantação da mais recente reforma ortográfica da língua portuguesa. É certo que o fato foi prato cheio para os piadistas de todo o Brasil; como disse Rafinha Bastos, apresentador de uma das mais recentes febres da TV, o programa CQC da Rede Bandeirantes: “O Lula assinar o acordo da reforma ortográfica é a mesma coisa que o Cléber Bam-bam explicar o funcionamento do acelerador de partículas”.

Mas, ironias à parte, é certo que a reforma trará um enorme benefício para as nações que têm o Português como língua oficial (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste), pois utilizarão agora uma ortografia unificada, que as aproximará ainda mais.

A partir do momento em que as mudanças entrarem em vigor em todos os países, o intercâmbio de informações e textos vai ficar mais fácil. Além disso, serão reduzidos os custos com produção e adaptação de livros.

 

Vamos direto ao ponto e ver o que muda efetivamente no nosso jeito de escrever:

 

ACENTO AGUDO

Desaparece nos seguintes casos:

·        Ditongos abertos ei e oi nas palavras paroxítonas: assembléia – assembleia; heróico – heroico; idéia – ideia; jibóia – jiboia.

Obs: palavras oxítonas e monossílabos tônicos terminados em éi, éu e ói continuam com o acento, tanto no singular quanto no plural: herói (s), chapéu (s).

·        Palavras paroxítonas com i e u tônicos formando hiato com a vogal anterior que faça parte de um ditongo decrescente: feiúra – feiura.

Obs: as vogais i e u continuam sendo acentuadas quando formarem hiato com outra vogal que não faça parte de um ditongo, ou se estiverem seguidas de s: baú, baús, saída. Nas palavras oxítonas com a mesma estrutura vocálica descrita no item anterior, o acento permanece: tuiuiú, Piauí.

·        Formas verbais que têm o acento tônico na raiz, com u tônico precedido das letras g ou q e seguido de e ou i. Esses casos só acontecem com os verbos argüir e redargüir: argúis – arguis; argúem – arguem; redargúis – redarguis.

 

ACENTO DIFERENCIAL

O acento diferencial permite a identificação mais fácil de palavras homófonas (que têm a mesma pronúncia). Com a reforma ortográfica, ele não será mais usado nos seguintes casos:

·        Pára (verbo parar) e para (preposição)

·        Péla (verbo pelar) e pela (união de preposição e artigo)

·        Pólo (substantivo) e pólo (união antiga de por e lo)

·        Pélo (verbo pelar) e pêlo (substantivo)

·        Pêra (substantivo), péra (substantivo arcaico que significa pedra), e pêra (preposição arcaica que significa para).

Obs: duas palavras continuarão obrigatoriamente a receber o acento diferencial: pôr (verbo), para ser diferenciado de por (preposição); pôde (passado), para ser diferenciado de pode (presente).

No caso de fôrma/forma, o acento é facultativo.

 

ACENTO CIRCUNFLEXO

Deixará de ser empregado nos seguintes casos:

·        Palavras terminadas em oo: enjôo – enjoo; vôo – voo; abençôo – abençoo; corôo – coroo; magôo – magoo.

·        Na conjugação da terceira pessoa do plural do presente do indicativo ou do subjuntivo dos verbos crer, dar, ler, ver e seus derivados: crêem – creem; revêem – reveem.

Obs: nada muda quanto à acentuação dos verbos ter, vir e seus derivados. Eles mantêm o acento circunflexo no plural (eles têm) e, no caso dos derivados, permanece o acento agudo nas formas que possuem mais de uma sílaba no singular (ele detém).

 

FIM DO TREMA

O sinal permanece apenas em nomes próprios de origem estrangeira e seus derivados: Bündchen, mülleriano.

 

PALAVRAS COMPOSTAS

O hífen não será mais usado nas situações a seguir:

·        Quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa com as consoantes s e r. Nesse caso, a consoante deve ser duplicada: anti-religioso – antirreligioso; anti-semita – antissemita.

·        Quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa com uma vogal diferente: auto-estrada – autoestrada.

Obs: o hífen não deixará de ser usado quando o prefixo terminar em r e essa for também a primeira letra do segundo elemento: hiper-resistente.

 

NOVAS LETRAS

Serão incorporadas ao alfabeto atual as letras k, w e y. Seu emprego ficará restrito aos seguintes casos:

·        Nomes próprios de pessoas e seus derivados: Darwin, darwinismo.

·        Nomes próprios de lugares originários de outras línguas e seus derivados: Kuwait, kuwaitiano.

·        Símbolos, abreviaturas, siglas e palavras adotadas como unidades de medida internacionais: km.

·        Palavras estrangeiras incorporadas à língua: sexy, megabyte, download.

 

Obs: algumas mudanças implantadas pela reforma não afetarão o português escrito aqui no Brasil, mas modificarão a grafia de muitas palavras em Portugal. É o caso da eliminação da letra h no início de palavras como herva e húmido.

 

 

Fonte das informações:

Edição Especial NOVA ESCOLA – MANUAL DA NOVA ORTOGRAFIA, agosto de 2008 – Diretor de Redação: Gabriel Pillar Grossi.

Se quiser baixar esse texto em pdf é só clcar no link abaixo:

reforma-ortografica

 

Quer saber mais?

http://pt.wikipedia.org/wiki/Acordo_Ortogr%C3%A1fico_de_1990

A página da Wikipedia sobre a reforma ortográfica é recheada de informações. Traz explicações sobre  as mudanças em cada país e um pequeno histórico das reformas anteriores, além de vários links e referências.

Published in: on outubro 9, 2008 at 12:54 pm  Comentários desativados em REFORMA ORTOGRÁFICA  

Versão Impressa para Download

Estamos disponibilizando, a partir de agora, os números antigos do Jornal de Letras digitalizados para download. Se você quiser dar uma olhada, é só clicar na página à direita Versão Impressa [pdf], e conferir desde o primeiro jornalzinho. É ainda um pequeno acervo, mas é fruto de trabalho e dedicação de muitos que já passaram pelo curso de Letras.

Published in: on setembro 26, 2008 at 1:53 pm  Comentários desativados em Versão Impressa para Download  

I Simpósio de Oralidade e Memória Social

Estão abertas até o dia 30 de setembro de 2008 as inscrições para o I Simpósio de Oralidade e Memória Social. Nos links abaixo você pode baixar o arquivo pdf com todas as informações necessárias e a ficha de inscrição para alunos.

ficha_de_inscric7c3o_alunos

unknown_parameter_value

Published in: on setembro 25, 2008 at 3:53 pm  Comentários desativados em I Simpósio de Oralidade e Memória Social